E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Lee Joon Gi

atualizado em 30 de janeiro

Vim aqui hoje falar de um ator sul-coreano que também é cantor. Como disse no post da retrospetiva 2012, vou expor para vocês quem é Lee Joon Gi. Pelos meus cálculos, este é o segundo ator de quem falo no blog. O primeiro foi o Jang Keun Suk, aqui. Mas, em termos "estrelísticos" (neologismo o.o), já falei do Arashi avá, do Kis-My-Ft2 e do Roupa Nova. Então, pensando por esse lado, o Joon Gi é o quinto artista sobre o qual escrevo.

Eu conheci essa coisa linda com voz divina assistindo ao kdrama My Girl. Não o My Girl com Aiba Masaki do Arashi, que por sinal é um jdrama, ao qual eu também assisti, mas já faz tempo. Trata-se de um dorama de anos antes, de 2005, sendo que o de Aiba foi ao ar no fim de 2009.

Bom, mas vamos por partes, como diria Jack, o Estripador. Até porque eu não estou aqui pra falar de kdrama e jdrama =) ou estou? Acho que estou, um pouco.

My Girl eu baixei no Dramania (também tem no AsianTeam - ambos necessitam cadastro) pra uma amiga e assisti por insentivo dela. Quer dizer, eu já baixara, mas não tinha muita vontade de ver, então por meses ele ficou apenas ocupando espaço no meu HD. Obviamente, como em 99% dos dramas asiáticos, tinha um triângulo amoroso. Acontece que a mocinha gostava do mocinho e, voilá, o mocinho também gostava da mocinha! Ou seja, o triângulo amoroso existia só para o "segundo mocinho" que era ninguém mais ninguém menos que meu Joon Gi!

Conclusão: semi-esqueci do casal principal e cada vez que o Jung Woo (Lee Joong Gi) aparecia em cena com ou sem a Yoo Rin (e sofria que nem um condenado, tadinho, porque amava e não era correspondido) meu coração parecia que ia saltar pela boca.

 




Jung Woo e a mocinha, Yoo Rin









Depois disso, me apaixonar foi fácil. Pois é, corri para o Google e encontrei seu perfil no AsianWiki, no DramaWiki e em vários outros sites. Basicamente, seus dados são:

Nome: Lee Joon Gi / Lee Jun Ki
Hangul (letrinhas coreanas): 이준기
Data de nascimento: 17 de abril de 1982
Local de nascimento: Busan, Coreia do Sul
Formação Acadêmica: Universidade de Artes de Seul
Profissão: ator, modelo, cantor
Altura: 1,78cm
Peso: 66Kg
Família: Pais e irmã mais nova
Agência: IMX/Interactive Media Mix (Japanese)

Bom, se querem mais dados, vagueiem pela rede como eu fiz e garanto que acharam muita coisa. Em questão de dias já tinha ouvido toda a discografia do rapaz. Sim, ele é cantor, embora não seja profissional, do tipo que debutou, mas cantor para deleite de seus fãs. Quando eu descobri, quase caí pra trás de tão empolgada! Tem uma bela voz e embora não alcance o AsiaPrince Jang Keun Suk, tá quase lá. Eis uma amostra da qual, em pouco tempo, se tornou uma das minhas músicas favoritas!


Esta é Foolish Love (Babbo Sarang - em português, Tolo Amor). O vídeo é um fanmade (feito por fã) com cenas do dorama que citei acima, My Girl. Coincidentemente, a letra tem tudo a ver com o personagem Jung Woo, hihi.


Outra que amei foi: Don't Know Love [Sarang Eul Molla - em português, Não Conheço/Sei o (que é o) Amor]. Essa é mais romântica, estilo balada ou algo assim.

Fala sério, a voz dele é belíssima!

Em menos de uma semana, já tinha descoberto que ele é considerado um dos melhores atores da Coreia, que Hero foi seu último dorama antes de entrar para o exército, em meados de 2010 (ok ok, eu não sei a data certa) e que ele ficara confinado por 22 meses. Então, mais do que ligeiro, providenciei esse kdrama. Falo sobre Hero, inclusive sobre download, aqui. Um dorama ótimo que indico a todos!

Mas, ao procurar por Hero, descobri que ele também fizera Iljimae em 2008 e que, inesperadamente, eu tinha esse dorama baixado há meses, mas não tive vontade de ver. Bom, vi Hero "num pulo", vi um filme lindo, produção Japão/Coreia, Hatsuyuki no Koi, do qual escrevi aqui, e corri para ver Iljimae, do qual falei aqui. A cada episódio, a cada dorama, a cada filme, a cada foto que via, a cada música, a cada vídeo, só sentia minha paixão crescer. E vi diante de meus olhos um ator semi-perfeito (afinal, que ser humano é perfeito?) à semelhança do Johnny Depp.

Obviamente, o Depp tem muito mais bagagem. Ele é um "veterano de guerra", que encarna seus personagens como ninguém, desde Willy Wonka na versão "mais recente" do filme infantil A Fantástica Fábrica de Chocolate, até o Chapeleiro Maluco de Alice no País das Maravilhas, passando por Edward Mãos de Tesoura, Jack Sparrow no filme de ação/aventura Piratas do Caribe e Sweeney Todd - O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet.


O que quero dizer é que o Joon Gi encarna seus personagens muito bem também. Em My Girl, ele é um playboy-filhinho-de-papai namorador e vagal; em Hero ele é um jornalista comprometido com a justiça, a verdade e o dever; em Iljimae ele é um herói mascarado de antigamente, que durante o dia é um "desocupado" membro de gangue de rua e à noite se transforma em um ladrão à la Robin Hood.

Lee Joon Gi fardado
Bom, mas ok, Hero foi seu último dorama antes do exército. E daí? Quando ele saiu afinal?

Ele foi dispensado do exército sul-coreano no dia 16 de fevereiro de 2012. Nisso, já estava com todo o gás e promoveu, no mesmo dia, um encontro com os fãs que esperaram um tempão para vê-lo novamente. Algum tempo depois, ele fez fanmettings (encontro com fãs), o Coming Back! no Japão e posteriormente na China. Também lançou um novo mini-álbum, primeiramente no Japão, intitulado Deucer, e duas semanas depois lançou o correspondente, Sweet Memory, na Coreia. Mais ou menos no meio de 2012, embarcou nas gravações de um novo dorama, chamado Arang and the Magistrate, que foi ao ar no segundo semestre do ano passado. Atualmente (?) ele fez em Seul, na Coreia, o fanmetting "JG TIME With You... at Home", parte de sua turnê JG TIME With You. Mais atualmente ainda (?), no dia 26 de janeiro, ele fez o "JG TIME With You... in Beijing".
Foto retirada do official website


Deucer







                                          Sweet Memory
                                                                                                    

Como não podia deixar de ser~ postarei minhas duas músicas favoritas do Deucer/Sweet Memory:

Together, em suas três versões (japonês, coreano e chinês)


Born Again

Pois é~ claro que vi Arang. Embora o tema, à primeira vista, não tenha me atraído (fantasmas, forças sobrenaturais, demônios, lendas antigas), eu simplesmente precisava ver o que o Joon Gi aprontara depois de sair do exército.



Mas antes de ver o kdrama, vi Flying Boys, um filme antigo (não lembro o ano, mas acho que é 2004), legendado pelo DramaFans. Ele não faz o protagonista, é apenas um coadjuvante, mas dança lindamente (era um pirralho de vinte e pouco anos quando fez esse filme).


E daí~ vi Arang and the Magistrate (Arang Sato Jeon - Arang e o Magistrado). Confesso que nos primeiros três episódios, achei bem morno. Não que a qualidade não fosse boa, os atores não fossem bons, a trilha sonora não fosse boa, pelo contrário. É uma superprodução. E, como não podia deixar de ser, o Joon Gi mostrou a que veio, com cenas maravilhosas de ação logo no começo, e além disso ele é completamente diferente do Ryung/Geom/Iljimae, do Jung Woo e do Jin Do Hyuk. O magistrado Kim Eun Oh, assim como a própria Arang (Shin Min Ah), eram dois personagens ótimo! Os dois atuaram muito bem, em cada episódio.

Mas minha atenção foi cativada totalmente lá pelo quarto episódio. Não sosseguei enquanto não concluí os 20. Embora seja uma história fantástica e fora da nossa cultura, me surpreendi com a maneira de conduzirem o espectador. Simplesmente fenomenal, amei! E o final~ só vi três tão tchutchucos quanto: Hana Yori Dango Final, com meu amor Matsumoto Jun; Love Rain, com meu amor Jang Keun Suk; e Secret Garden, com meu amor Hyun Bin. Muito, muito fofo!! Adorei o final de Arang!!

Fora tudo isso, foi o primeiro romance (tirando o filme Hatsuyuki no Koi) que vi com o Joon Gi. Quer dizer, tanto em My Girl quanto em Hero e em Iljimae, obviamente tem uma pitada de romance, mas foi Arang que acalentou meu coração, pois como sou uma romântica inveterada e melosa, precisava de mais açúcar. Afinal, em My Girl o Jung Woo é o cara que "sobra"; em Hero não tem sequer um beijo na boca (como eu disse no review); em Iljimae, embora tenha uma paixãozinha aqui e acolá, o foco é outro, Iljimae tá preocupado com coisas "mais sérias". Então, ao ver cenas cheias de doçura e romantismo em Arang, meu kokoro pulou no peito.







Neste belo dorama, ainda há um extra. Um dos temas musicais é interpretado pelo próprio Lee Joon Gi! Até onde sei, a primeiríssima participação dele no ost de um dorama~ 

 One Day

Este dorama foi legendado em português pelo Fansub Dramas Épicos. Vale a pena conferir!

Depois de me derreter com Arang, estava numa pequena ressaca pós-dorama que durou alguns dias. Simplesmente não conseguia embarcar em outro e só conseguia pensar em assistir algo com o Joon Gi. Fiquei sabendo de um filme lindo que ele fez, que foi o estopim para que sua carreia como ator explodisse. O filme se chama King and the Clown (O Rei e o Palhaço) e é de 2005. Mas confesso que foi decepcionante ler algumas resenhas e sinopses por aí... e descobrir que trata da homossexualidade (tema que em si me deprime) me desanimou. Em contrapartida, li que o Joon Gi se mostrou um ótimo ator e então eu decidi que precisava ver. Baixei no Dramania e boa. 

Não me decepcionei. Tipo, não é o melhor filme que já vi na vida, mas é bom. Além do mais, outra vez o JG subiu ainda mais no meu conceito. Ele faz o papel de um palhaço de rua, espécie de trovador, que por ter uma beleza andrógina e exótica, suscita a luxúria dos poderosos. Quando seu amigo decide ir para a capital a fim de que o Gong Gil (JG) não seja mais escravo do desejo de homens ricos, nobres e muito mais fortes fisicamente, sua beleza acaba atraindo a atenção do rei.


Gong Gil
Jang Sang (amigo de Gong Gil)
O que mais me agradou nesse filme foi a forma como a amizade foi abordada. Por incrível que possa parecer, meu personagem favorito foi o Jang Sang e não o Gong Gil, pois foi o Sang quem demonstrou uma amizade incondicional do início ao fim.

E só tenho uma coisa a acrescentar sobre King and the Clown: o final é muito lindo! Aprovo 100%.

Por fim, o "último" trabalho dele que vi foi o dorama Time Between Dog and Wolf (Tempo/Momento entre o Cão e o Lobo). É um dorama de 2007, também legendado pelo AsianTeam, que baixei pelo tracker Dramania. 

Não me arrependi de ver, viciei totalmente, cada segundo do kdrama me prendeu, e o JG está um verdadeiro deus grego. Como em Iljimae, ele "encarna" mais de um personagem, que no fim é o mesmo. Ele é o agente da NIS (National Intelligence Service) Lee Soo Hyun, que trabalha como agente secreto infiltrado na Cheongbang, uma gangue tailandesa contrabandista de drogas. Ao perder a memória em um acidente, ele passa a crer que é, de fato, Kay, o membro da Cheongbang, e se esquece completamente de sua missão. 

É um super dorama de ação que nos faz (a mim fez, pelo menos) ficar em desespero total, pulando histericamente em frente à tela em pura adrenalina. Essa história de ação belamente construída é "coroada" com um belo romance de fundo, além de um relacionamento bonito de se ver entre irmãos adotivos.

Embora o final seja bem simples (exitante, a adrenalina vai a mil nos 10 minutos que antecedem o fim derradeiro, mas os últimos cinco minutos são bem normais e, para quem gosta de finais estupendos, românticos e "gracinha" como eu, esteja preparado, para não se decepcionar - eu estava e não me decepcionei nenhum pouco!), o dorama todinho, os 16 episódios, são maravilhosos e te prendem totalmente. Fazia tempo que não me exitava tanto. Meu coração veio à boca muito mais de uma vez!


Lee Soo Hyun / Kay
Kang Min Gi (irmão adotivo de Lee Soo Hyun)
Seo Ji Woo
(Ari é seu nome tailandês - objeto do amor de Soo Hyun e Min Gi)
Bom, bom, bom... tudo que eu vi do JG se resume a isso. Baixaria mais (sei onde tem mais dois filmes e um dorama, estou me segurando), mas tenho vários doramas pra ver, então me contenho. 

Agora, meu desejo é poder adquirir algo original. Quero o DVD do Coming Back! in Japan e o Deucer japonês ou Sweet Memory coreano. Mas, antes, quero outro DVD. Mais pra frente, quando ele for lançado e conseguir comprar eu faço um post sobre, mas trata-se do DVD da Tour Popcorn, do Arashi. Do AsiaPrince, não sei se comentei aqui, mas minha tia comprou o Just Crazy, seu álbum japonês, de presente para mim. CD muito maravilhoso! Obrigada, tia Cleu!!


É isso! Ahh, mas antes, só mais uma coisinha: o JG lançará um novo mini-áçbum ainda esse mês, simultaneamente na Coreia e no Japão. Não lembro o nome do álbum nem a data certa (viram como sou boa em informar?? hihi).
~> editando: o nome do álbum é C+B+C ou Tonight, que é uma das faixas e o nome da edição japonesa e foi lançado hoje, dia 29 de janeiro. Sinceramente, não entendi muito esse esquema C+B+C/Tonight, que são dois álbuns diferentes, mas iguais acho que o Tonight foi lançado somente no Japão

2 comentários:

Dezzajp disse...

Acho q vc ja viu tudo sobre ele,não???

My Carol disse...

Pois é, Drezza... corri atrás e realmente descobri mto sobre ele! Tudo é mta coisa e acho que nunca saberei tudo, mas sei mto =)

Ahh, atualizei o post com umas poucas informações adicionais.