E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Momento Hanadan

É, vocês devem estar querendo saber o que é Hanadan afinal. Pois eu explico: é o modo “carinhoso” pelo qual é conhecido o mangá / anime / dorama Hana Yori Dango (em português, Melhor Garotos que Flores).

Eu sei que eu disse que falaria de um livro e não de outro dorama no próximo post. Ok. Mas, tipo, esse foi simplesmente o MELHOR dorama que vi até agora. Não tinha como passar em branco, em especial porque acabei de fechar essa sexta-feira dia 21 com chave de ouro assistindo o filme Hana Yori Dango Final.

O dorama é de duas temporadas, com um filme e um especial, uma prévia do filme, que passou na TV japonesa um dia antes do filme lançar nos cinemas. A história é simplesmente o máximo! Mistura uma comédia das boas com um romance gostoso, que faz a gente sentir inveja (no bom sentido) da Makino por ter conquistado um cara como o Doumyouji. Olha que pra eu gostar de comédia é difícil hein! Comédia eu passo fácil, até porque, tem uns filmes e seriados por aí que se dizem comédia e não passam de histórias bobas e sem graça.

Mas, continuando. HYD conta a história da Makino Tsukushi, uma moça pobre que vai estudar na escola dos mais ricos do Japão, por admirar uma veterana já formada dessa escola, de quem um dia ela viu uma palestra. Lá, ela tenta viver da forma mais discreta possível, sem chamar a atenção de ninguém, mas o que ela não suporta é ver o grupinho dos “top” da escola, o F4 (Flower Four), simplesmente cometerem todo tipo de atrocidade e ninguém se opor. Explico: o F4 era formado por quatro garotos, de todos os mais ricos de todo o país, herdeiros de fortuna sem tamanho e impérios que iam além das fronteiras. Principalmente o líder do F4, Doumyouji Tsukasa , herdeiro do mega grupo Doumyouji, que sustenta a economia japonesa e tem negócios por todo o globo. As famílias dos garotos sustentam a escola e eles são tratados como líderes e superiores até mesmo pelos professores e diretores.

É em uma investida do F4 contra sua única amiga na escola que Makino se destaca pela primeira vez. Quando Sakurako sem querer esbarra no líder, Makino a defende, e por consequêcia, no dia seguinte é rotulada com a tarja vermelha, a declaração de guerra do F4, que dá a eles o direito de fazer o que quiserem com quem recebeu a tarja. Como se não bastasse, a escola toda também parte pra cima da Makino. E é aí que a história começa a se desenrolar, pois Makino não deixa barato e com uma coragem que beira o sobrenatural, ela enfrenta o líder Doumyouji e seu três companheiros e aceita a declaração de guerra.

O final dessa história é realmente surpreendente. Quem quiser assistir na íntegra, pode entrar no blog do nosso amigo Mark e baixar as duas temporadas e o filme. O especial não tem no blog, então vou deixar aqui pra quem se interessar. É uma brincadeira no show do grupo japonês Arashi, do qual Matsumoto Jun, o Doumyouji, faz parte. É como se o Doumyoji assumisse o lugar do Matsumoto e cantasse em seu lugar, fazendo assim uma declaração de amor à Makino, com as músicas tema do dorama e do filme.

video

E agora, algumas fotos:
F4 e Makino Tsukushi

pôster do filme

Matsumoto Jun

Grupo Arashi ("Tempestade")

Nenhum comentário: